Categorias
NOTÍCIAS

PDT de São Paulo apresenta novos quadros para 2022

PDT de São Paulo apresenta novos quadros – O Diretório Municipal do PDT paulistano recepcionou os novos filiados à sigla nesta terça-feira (12) em um auditório lotado na sede do PDT de São Paulo, em ato que contou com a presença do pré-candidato a governador do estado, Elvis Cezar e o pré-candidato ao Senado Federal, Aldo Rebelo.

Vídeo: Antonio Neto explica novo Código Brasileiro do Trabalho

O evento contou com a presença de militantes, apoiadores e lideranças do partido na capital e no estado, entre eles o pré-candidato a deputado-federal e presidente do PDT na capital, Antonio Neto, que lembrou da importância de se vencer as eleições para que as mudanças essenciais para a retomada do crescimento em São Paulo seja possível.

“Só muda elegendo governadores, elegendo presidente, elegendo deputados estaduais, deputados federais e senador. Fora isso nós vamos falar pra todo mundo e não vamos mudar nada, é hora de eleição, é hora de fazer com que a população compreenda as propostas desse partido. MTPE, Movimento Diversidade, AMT, Movimento Negro, Juventude, podem falar o que quiser, se não eleger não muda, não implementa, precisamos ter a caneta na mão, e pra ter a caneta na mão precisamos ganhar a eleição.”, ressaltou o líder pedetista.

Elvis lembrou que o tempo é curto, sendo preciso agir com rapidez e de forma estratégica para levar a sua candidatura e a de Ciro à frente.

“Nós não temos tempo, nós temos 6 meses para chegar no segundo turno no estado de São Paulo e levar o Ciro ao segundo turno no Brasil, nós precisamos fazer isso com um movimento rápido, organizado e estratégico.”, argumentou.

O ex-prefeito de Santana de Parnaíba voltou a afirmar que pretende rever os contratos de Organizações Sociais com o governo na área da Saúde e apresentou um plano emergencial focado na população jovem para acelerar o processo de reconstrução do estado.

“Nós vamos abrir o governo do Estado de São Paulo com 100 mil vagas para a juventude, e não é falar da boca pra fora, eu já fiz isso, eu abri 1.000 em uma cidade de 150 mil habitantes, então nós vamos iniciar o estado com 100 mil vagas para o jovem que vai para o primeiro emprego”, apontou.

Ex-deputado federal, ex-presidente da Câmara dos Deputados e ex-ministro da Defesa, Aldo Rebelo chegou ao PDT de São Paulo para disputar uma vaga no Senado Federal pelo estado e convocou a militância pedetista para atuar de forma decisiva no processo eleitoral.

“Essa eleição está marcada por uma indecisão muito grande, no Brasil, mas principalmente em São Paulo. O horizonte em São Paulo é um horizonte muito aberto. O nosso trabalho aqui é muito decisivo e importante, é organizar eleição, organizar campanha, todos nós já fizemos de alguma forma, de alguma maneira, como a nossa campanha depende muito desse trabalho de militância.”

Aldo mostrou entusiasmo com a pré-candidatura nacional e estadual do PDT.

“Uma candidatura à presidência da república que já teve 3,5 milhões de votos nas eleições de 2018. Uma candidatura ao governo do estado que tem a capacidade de surpreender e inovar e de apresentar ideias diferentes para o estado é uma coisa muito promissora. E dentro do estado a capital é decisiva porque São Paulo tem uma grande influência.”

Ex-comandante da Marinha, Robinson Farinazzo também se filiou ao PDT e é pré-candidato a deputado estadual. Farinazzo comanda o canal Arte da Guerra, que possui mais de 300 mil seguidores.

“A verdade é que nós estamos atravessando uma fase em que o trabalho está se precarizando tanto que a condição desses trabalhadores de aplicativo não só da Rappi, da Uber, mas também os influenciadores digitais, se assemelha aos dos mineradores de terras do séculos XIX.”

Herdeiro político de Major Olímpio, o ex-assessor e pré-candidato a deputado estadual, Victor Marques fez críticas ao PSDB, ao PT e à Jair Bolsonaro.

“Eu estou muito feliz Elvis, de saber que São Paulo tem uma via, uma via que vai tirar o PSDB do governo de São Paulo, mas que também não vai deixar essa aliança bolso-petista aqui em SP. Porque são duas faces da mesma moeda, o PT e o Bolsonaro, um só vive em razão do outro, e nós não vamos deixar entrar aqui.”

Sair da versão mobile
X