Centrais lançam o projeto "Brasil em 200 nomes" para celebrar a independência

Centrais lançam o projeto “Brasil em 200 nomes” para celebrar a independência

Para comemorar o Bicentenário da Independência, as centrais sindicais CSB, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CUT lançaram nesta segunda-feira (15) o  projeto “Brasil em 200 nomes” durante evento na Câmara Municipal de São Paulo, com palestras e apresentação da Corporação Musical Operária da Lapa. seleção de 200 nomes de personalidades que tiveram impacto positivo na vida dos trabalhadores desde 1822.

Seja voluntário e faça parte do Time do Ciro Gomes em São Paulo!

Organizada por ordem de nascimento, a seleção constituirá um panorama dos últimos 200 anos, desde as lutas pela independência, pela República e pela abolição, passando pelo modernismo, pelo trabalhismo dos anos 1930, pelas primeiras lutas sindicais e políticas, pela resistência à ditadura militar, pela redemocratização e pela construção das centrais sindicais, até os dias atuais.

Após esta data, o projeto ficará disponível no site do Centro de Memória Sindical, que hospedará a lista, o material “Brasil em 200 obras”, além de artigos e uma linha do tempo das lutas dos trabalhadores.

Entre os 200 homenageados está o pai do candidato a deputado federal,  Guarino Fernandes, líder dos ferroviários sorocabanos.

Guarino é pai do candidato a deputado federal pelo PDT, Antonio Neto e militou na juventude do Partido Comunista Brasileiro (PCB), foi presidente da União dos Ferroviários da Estrada de Ferro Sorocabana por 14 anos consecutivos, vereador de Sorocaba (1959/1963) e deputado estadual eleito por São Paulo e cassado antes de sua posse pela ditadura militar.

Sofreu as agruras, prisões e perseguições do regime ditatorial por ter participado ativamente das principais lutas operárias. É  também autor do livro Nos Bastidores da Luta Sindical (132 pp, São Paulo:Ícone Editora Ltda. 1987), onde esmiuçou o dia a dia da luta sindical.

Presente durante o lançamento do projeto, Antonio Neto destacou a emoção em ver a luta de seu pai ser imortalizada em um momento tão delicado para a democracia brasileira.

“Em um  momento de tantos ataques às instituições democráticas do nosso país é urgente que relembremos a história de tantos que tiveram seus direitos, mandatos e até a vida tomadas pela ditadura militar brasileira. Ver o nome do velho Guarino ao lado de outros como Leonel Brizola, Getúlio Vargas e Darcy Ribeiro me reforça a energia para seguir na luta por um novo Brasil”. afirmou Neto.

São nomes pesquisados, levantados e indicados por um amplo grupo de trabalho que se formou em torno das centrais. A ideia foi dar à seleção um caráter diversificado, contemplando diversos setores sociais e relacionando os que de alguma forma são guiados por uma concepção progressista e popular da sociedade com nomes conhecidos e de grande projeção, conjuntamente àqueles que merecem projeção e revitalização de sua memória.

RECEBA NOVIDADES

Acompanhe tudo o que está acontecendo nas redes do Antonio Neto e receba, em primeira mão, informações atualizadas. Cadastre-se!

      SIGA-ME

      160k 
      32.7k 
      23.8k 
      12.2k 
      11.3k 
      1k 
      X