Redução de jornada pode salvar mercado de trabalho

Redução de jornada pode salvar mercado de trabalho

Redução de jornada pode salvar mercado de trabalho – O pré-candidato a deputado federal pelo PDT e líder sindical há mais de 3 décadas, Antonio Neto, defende a redução da jornada de trabalho como ferramenta para a superação do drama da informalidade e desemprego que atingem o trabalhador brasileiro em índices altíssimos, em 202 de 86,7 milhões de pessoas ocupadas, 34,7 milhões eram informais e os desempregados somam mais de 11 milhões de brasileiros.

“Como presidente de um Sindicato que foi pioneiro na conquista da jornada de trabalho de 40h semanais para os profissionais em TI do estado de SP. Acho muito importante o debate sobre a redução da jornada de trabalho no Brasil. Já são mais de 3 décadas desde a última redução de jornada de trabalho. Em um país com quase 70% da força de trabalho no desalento, no desemprego ou na informalidade, a redução da jornada de trabalho pode ser uma importante ferramenta para reverter esse quadro.” afirmou Antonio Neto que é também presidente do SINDPD e da CSB.

Para Neto, essa decisão precisaria ser pactuada em uma mesa tripartite (trabalhadores, governo e empresários) e dentro das melhores práticas internacionais para que possa gerar o efeito esperado.

“Como pré-candidato, me comprometo em pautar esse debate no Congresso Nacional” completou.
Um remédio para várias “doenças”
Segundo o sindicalista, reduzir a jornada de trabalho também pode ser uma medida compensatória da tragédia produzida pela Reforma Previdenciária que elevou exponencialmente a vida laboral dos trabalhadores brasileiros.
Abaixo gráfico com a média de anos trabalhados no Brasil em comparação com outros países:

gráfico vida laboral
Quando a comparação é feita  com base na jornada de trabalho o quadro se torna ainda mais dramático para o trabalhador brasileiro:
Foto: Divulgação
Gráficos: Reprodução
Leia também
Brasil vai buscar direitos para trabalhadores de apps na OIT – Antonio Neto, presidente da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), viaja neste sábado (4) para Genebra, na Suíça, para participar da Cúpula da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que acontece até o dia 11 de junho. Como delegado dos trabalhadores brasileiros, Neto vai apresentar uma proposta de convenção internacional para os trabalhadores de aplicativos, nos moldes da que já existe para os marítimos.

RECEBA NOVIDADES

Acompanhe tudo o que está acontecendo nas redes do Antonio Neto e receba, em primeira mão, informações atualizadas. Cadastre-se!

      SIGA-ME

      154k 
      30.3k 
      21.6k 
      11.1k 
      11.3k 
      X